quinta-feira, 9 de junho de 2011

D-E-C-E-P-Ç-Ã-O

Porra de Yin-Yang. Porra de equilíbrio.
Tem dias que você está uma maravilha. A melhor pessoa da face da Terra. A mais educada, a mais gentil, a mais alegre, a mais orgulhosa de todas.

Mas tem outros dias em que você é a merda mais fedida de todo o esgoto. A doença mais irremediável da medicina. Tem dias que você não vale nada, nem troco de esmola.

O mais impressionante é que ficamos assim por culpa nossa, de nossos atos que, imperceptíveis, magoam as pessoas que justo não queremos jamais ver magoadas ou tristes.
A vontade que dá é de matar esse diabinho dentro da gente e tentar nascer de novo. De morrer. Literalmente morrer pra nascer de novo, se possível fosse. Tentar tudo de novo. Mas a gente tem juízo o suficiente pra não fazer nenhuma besteira, né? Pelo menos, não mais uma!

Por mais que a gente se odeie, por mais decepcionado consigo mesmo que estejamos, tem sempre alguém que gosta da nossa decepção, sempre alguém que gastou dinheiro com nossa ineficiência de ser. Sempre alguém decepcionado que pode ficar mais decepcionado ainda! E isso, graças a gente!

Deixa eu respirar um pouco... As palavras estão saindo rápido demais e não tá dando tempo de respirar entre uma e outra frase.

No final das contas, até falar se torna uma decepção para qualquer um que tenha ouvidos para ouvir.

Agora, bola pra frente. Vamos tentar tirar a água com uma cuia furada do barco que tá afundando de tão inundado. Se, no final, não der certo, vai ser só mais uma decepção pra ter que lidar. E o que é um peido pra quem já tá todo cagado?

- No final das contas, o peido ajuda a espalhar a merda. Reflitam!

1 arquitetura(s) alheia(s):

EU SOU NEGUINHA disse...

te leio,me vejo....
pqp,foda
Beijos

Design by Dzelque Blogger Templates 2008

Arquiteto de Emoções - Design by Dzelque Blogger Templates 2008