segunda-feira, 11 de maio de 2009

Beating and breathing


Minha maior vontade agora era ficar deitado sobre teu peito mais um pouco, sentindo e ouvindo tua respiração intercalada pelo batimento do teu coração. Ouvir tua voz e sentir meu peito aquecer quando você me olhava assim de lado. Queria ser especial, muito especial.
Queria ouvir mais um pouco de Legião ao teu lado. Queria mais um sinal de trânsito demorado. Ou até mesmo um rápido. Eu queria tua atenção, só ouvir tua voz me perguntando como me sinto. Só um pouco.

Sei que daqui uns dias vou estar me sentindo patético por querer tudo isso agora. Sei que, além de patético, vou deixar de te querer com a mesma facilidade que comecei. Eu nem te conheço. Só conheço a velocidade da tua respiração.

3 arquitetura(s) alheia(s):

Anjinha disse...

Que lindo!
quisera esse texto fosse pra mim...hoje eu escrevi esse texto e compartilho com vc

depois visita meu blog

www.doceanjinha22.blogspot.com
meu texto é:


20 de Maio de 2009
♥*♥*Minhas definições pro amor♥*♥*

♥*♥*♥*♥* O que seria de fato o Amor? muitas e muitas vezes, pensei ser o amor algo extraordinário e que trouxesse consigo, as provas mais inacreditáveis mas hoje percebo que o amor está nas coisas simples nos detalhes sublimes que por vezes passam despercebidos, o amor está no carinho engraçado, nas palavras desordenadas por vezes sem nexo, está no abraço caloroso, no beijo gostoso, no cumprimento prazeroso, num passeio não tão luxuoso ou luxuoso não importa, o amor pode está no cavalheirismo ao abrir uma porta, no perfume, nos costumes intrínsecos do outro ser. Mas por vezes se apresenta nas coisas tristes entretanto passageiras, pode estar numa preocupação, numa noite mal dormida, numa tarde perdida...numa lagrima caída, nas dificuldades da vida, nas riquezas das experiências vividas...mas os poetas já diziam o amor é tudo apesar de tudo, é querer desprender-se mas manter-se aprisionado por vontade própria, é acreditar que tudo possa ser diferente numa outra chance permitida pela gente...é perdão liberado...não é o gostar forçado, é estar disposto a tudo até mesmo ir contra o mundo. É querer estar juntos pra sempre, é querer que sejam pais ou mães dos filhos da gente, é a cada dia regar uma semente, é querer que a relação seja permanente, consistente. O amor é sonhar com o outro é planejar, é dá o melhor que há em si, é se importar, é conseguir ver mesmo com olhos fechados...é estar constantemente ou não no pensamento do outro, é desejar...é abidicar por vezes da academia e do seu próprio lar. É conhecer a alegria e até mesmo a dor, seja o que for a vida não teria sentido se não existisse O AMOR.♥*♥*♥*♥*
(Autora: Jaciara Sousa)

memoriasealem disse...

Olá,

profundo o texto. Sereno.
Sei lá, gostei pra caramba.

Depois visita meu blog

Abraços
t+

Ivan Bittencourt

Juliana Castelo disse...

"Sei que, além de patético, vou deixar de te querer com a mesma facilidade que comecei."

Já passei por isso há uns 5 meses atrás... Da mesma maneira que comecei a ter um sentimento tão profundo, tão rápido... deixei de tê-lo, com a mesma facilidade e rapidez, e o pior, pensava que jamais iria me desfazer deste, quando na verdade me desfiz, e tão volátilmente...
Belo post!
Abraços

Design by Dzelque Blogger Templates 2008

Arquiteto de Emoções - Design by Dzelque Blogger Templates 2008